Sobre a Abrasco

Em 27 setembro de 1979, a 1ª Reunião sobre Formação e Utilização de Pessoal de Nível Superior na Área da Saúde Pública, realizada na sede da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), em Brasília, mobilizou técnicos, profissionais, estudantes e professores de programas de Pós-Graduação em Medicina Social e Saúde Pública empenhados em fundar uma associação que congregasse os interesses dos diferentes cursos da área e que marcasse uma nova postura frente aos saberes e às práticas desse campo do conhecimento: a Associação Brasileira de Pós-Graduação em Saúde Coletiva – Abrasco. Passados 30 anos, a incorporação dos novos cursos de Graduação em Saúde Coletiva levou à mudança do nome da entidade para Associação Brasileira de Saúde Coletiva – Abrasco, definido em Assembleia Geral realizada em 13 de novembro de 2011.

A Abrasco foi criada com o objetivo de atuar como mecanismo de apoio e articulação entre os centros de treinamento, ensino e pesquisa em Saúde Coletiva para fortalecimento mútuo das entidades associadas e para ampliação do diálogo com a comunidade técnico-científica e desta com os serviços de saúde, as organizações governamentais e não governamentais e a sociedade civil. Sua forte participação na 8ª Conferência Nacional de Saúde, realizada de 17 a 21 de março de 1986, estabeleceu sua postura intransigente de defesa da proposta ali consagrada do Sistema Único de Saúde – SUS, aprovada na Constituição de 1988.

A Associação apoia e desenvolve projetos, seminários, oficinas e realiza os maiores congressos da área na América Latina, congregando mais de 7.500 congressistas em um único evento. Em atividades internacionais, como no XI Congresso Mundial de Saúde Pública, realizado no Rio de Janeiro em parceria com Federação Mundial de Associações de Saúde Pública (WFPHA), em 2006, o público presente ultrapassou a marca de 12 mil participantes.

Ao longo de sua atividade, a Abrasco participou e segue presente em diversos espaços de representação social, como o Conselho Nacional de Saúde (CNS), Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea), Conselho Nacional dos Direitos da Mulher (CNDM), e fóruns de Ciência e Tecnologia, mantendo voz ativa na formulação e no monitoramento das políticas públicas de saúde, de educação e de ciência e tecnologia.

Essas representações são lideradas por destacados pesquisadores da Saúde Coletiva, associados individuais à Abrasco e participantes dos seus Grupos Temáticos – GTs. Os membros dos GTs desenvolvem um importante trabalho de debate e de constituição de campos críticos dentro das discussões da saúde em instituições de ensino, pesquisa e serviço. A Abrasco reúne também associados institucionais – escolas, institutos e departamentos de Saúde Pública/Coletiva e Medicina Preventiva e Social – que constituem suas Comissões, responsáveis pela proposição de políticas para as grandes áreas do campo e promotoras de ações de cooperação estratégica com órgãos nacionais e internacionais.

A Associação ainda abriga duas importantes estruturas da formação em Saúde Coletiva: o Fórum de Coordenadores de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, instituído em 1996, e o Fórum de Graduação de Saúde Coletiva, criado em 2011, além de redes deliberativas autônomas constituídas pelos programas de Pós-Graduação e pelos cursos de Graduação, respectivamente.

No plano internacional, a Abrasco mantém estreito diálogo com entidades como a Federação Mundial de Associações de Saúde Pública (WFPHA), da qual é associada desde 2002, com a Associação Latino-Americana de Medicina Social e Saúde Coletiva (Alames), entre outras.

Na produção científica, a Associação é responsável pela edição de dois destacados periódicos: as revistas Ciência & Saúde Coletiva, de publicação mensal, e a Revista Brasileira de Epidemiologia, com edições trimestrais. Ambas as publicações cresceram em importância, em impacto, e em volume de artigos publicados desde sua criação, em 1996 e 1998, respectivamente. A indexação desses dois periódicos em bases de dados nacionais e internacionais traduz seu reconhecimento pela comunidade cientifica.

A ampliação dos programas de Pós-Graduação e o seu crescente destaque na comunidade acadêmica brasileira, o fortalecimento dos cursos de Graduação, a articulação entre entidades civis, científicas e movimentos sociais por melhores condições de vida e de saúde para a população brasileira e o posicionamento constante e firme em prol de uma atenção à saúde que respeite e congregue a diversidade humana, social e ambiental de nosso país e do mundo são indicativos do coerente caminho já trilhado pela Abrasco e da tendência de ampliação permanente de seus horizontes de atuação.

Missão

Apoiar indivíduos e instituições ocupados com o ensino de Graduação e Pós-Graduação, a pesquisa, a cooperação e a prestação de serviços em Saúde Pública/Coletiva, objetivando a ampliação da qualificação profissional o fortalecimento da produção de conhecimento e o aprimoramento da formulação de políticas de saúde, educação e ciência e tecnologia para o enfrentamento dos problemas de saúde da população brasileira.

Constituição

É constituída por instituições de ensino, pesquisa ou serviços que desenvolvem formação de trabalhadores graduados e pós-graduados em Saúde Coletiva (associados institucionais) e por pessoas que exercem atividades nessas áreas (associados individuais).

Organização

É conduzida por uma Assembleia Geral de associados, que se reúne ao menos uma vez a cada triênio; por uma diretoria e um conselho, eleitos a cada três anos; pelas comissões e grupos temáticos articulados nas principais subáreas temáticas que compõem o campo de Saúde Coletiva e pela Secretaria Executiva, estrutura responsável pelo apoio ao conjunto de suas atividades.

Submissão de Trabalhos

7.0 Impressão dos Pôsteres

As dimensões do pôster deverão ser: 90 centímetros de largura por 1,20 metros de altura, em formato vertical.


7.1. Normas para Submissão de Trabalhos

Submeta seu trabalho

O 3º Congresso Brasileiro de Política, Planejamento e Gestão em Saúde receberá resumos de trabalhos até o dia 13/02/2017 às 21 horas (horário de Brasília). Os resumos deverão ser enviados, exclusivamente pelo formulário eletrônico contido nesta web site.

Após preencher o formulário de inscrição, você poderá enviar o seu trabalho, acompanhar todo o processo de avaliação e emitir seu recibo de pagamento, sempre informando o seu login e a sua senha. Se você ainda não se inscreveu, CLIQUE AQUI para preencher o formulário de inscrição. Se você já se registrou, utilize seu login e senha para acessar sua área restrita e enviar o seu trabalho no menu “Meus Trabalhos”.

Os interessados em submeter trabalhos devem selecionar inicialmente o eixo temático desejado e enviar um resumo ou resumo expandido.

As propostas de trabalho deverão indicar um dos eixos temáticos, a saber:

1) ESTADO, POLÍTICAS SOCIAIS E DE SAÚDE.
2) GESTÃO DE SISTEMAS E SERVIÇOS DE SAÚDE.
3) PLANEJAMENTO, PROGRAMAÇÃO E AVALIAÇÃO EM SAÚDE.
4) REDES DE ATENÇÃO E GESTÃO DO CUIDADO EM SAÚDE.
5) ECONOMIA E FINANCIAMENTO DA SAÚDE.
6) GESTÃO DO TRABALHO E DA EDUCAÇÃO NA SAÚDE.
7) RELAÇÕES FEDERATIVAS E REGIONALIZAÇÃO DA SAÚDE.
8) DEMOCRATIZAÇÃO, PARTICIPAÇÃO E CONTROLE SOCIAL NA SAÚDE.
9) DIREITO E JUDICIALIZAÇÃO NA SAÚDE.
10) COMUNICAÇÃO E INFORMAÇÃO NA GESTÃO EM SAÚDE
11) CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO EM SAÚDE

Limites de resumos por participante: Cada participante poderá submeter até dois resumos como primeiro(a) autor(a). Não há limite para participação como coautor em trabalhos inscritos por outros participantes.

Não é necessário efetuar o pagamento da inscrição no momento do cadastramento e/ou submissão dos resumos. Entretanto, caso o trabalho seja aprovado, para garantir a sua inclusão na programação do evento e a publicação nos anais, o autor responsável pelo trabalho (autor principal ou coautor) deverá realizar o pagamento até o dia 30 de março de 2017.

7.2. Categorias de Apresentação do Trabalho

Para submeter seu resumo à avaliação você precisará escolher um dos grupos temáticos da lista ofertada e uma das duas categorias de apresentação:

7.2.1. Relato de Pesquisa: são trabalhos originais realizados por pesquisadores e estudantes de graduação e de pós-graduação de instituições públicas e privadas.

• Nos campos específicos do formulário informar: Título; Autores (informando primeiro o autor principal e em seguida, se houver, nome e filiação institucional de cada coautor. Atenção: conferir se as grafias estão corretas, pois serão assumidas em certificados e demais materiais oficiais do congresso. Não devem ser inseridos gráficos, tabelas ou outros recursos visuais no resumo, apenas o texto.

7.2.2. Relato de Experiência: refere-se ao desenvolvimento de atividades e ações relacionadas à capacitação de profissionais, organização e gerenciamento de políticas, programas e serviços, mobilizações e ações vivenciadas junto a (e/ou pela) comunidade, iniciativas desenvolvidas pelos serviços de saúde, de educação e outros em temáticas relacionadas à programação do 3o Congresso Brasileiro de Política, Planejamento e Gestão em Saúde.

Nesta categoria de trabalhos, serão aceitos relatos de experiências que foram desenvolvidas/concluídas ou estão em curso.

• Nos campos específicos do formulário informar: Título; Autores (informando primeiro o autor principal e em seguida, se houver, nome e filiação institucional de cada coautor). Atenção: conferir se as grafias estão corretas, pois serão assumidas em certificados e demais materiais oficiais do congresso. Não devem ser inseridos gráficos, tabelas ou outros recursos visuais no resumo, apenas o texto.

O Resumo deve ser estruturado, de acordo com a modalidade de submissão. Para trabalhos inscritos na modalidade Pôster, será solicitado um Resumo simples e para aqueles inscritos na modalidade de Comunicação Coordenada será solicitado um Resumo Expandido. Estes deverão ser elaborados com base nos tópicos a seguir, obrigatórios e com campos específicos para preenchimento no formulário online. Esses campos não devem ser preenchidos com letras em caixa alta, exceto o título.

Itens Resumo No máximo de caracteres, com espaço. Resumo Expandido No máximo de caracteres, com espaço.
Título (em caixa alta) 150 150
Introdução 400 1.200
Objetivos 250 500
Metodologia 650 1.000
Resultados e Discussão 700 1.200
Conclusões / Considerações finais 350 1.000
Referências - 950
TOTAL 2.500 6.000
Itens Resumo No máximo de caracteres, com espaço. Resumo Expandido No máximo de caracteres, com espaço.
Título (em caixa alta) 150 150
Introdução 400 1.200
Objetivos 250 500
Metodologia 650 1.000
Resultados e Discussão 700 1.200
Conclusões / Considerações finais 350 1.000
Referências - 950
TOTAL 2.500 6.000

categorias apresentacao trabalhos

7. 3. Modalidade de Submissão

Os trabalhos aprovados poderão ser apresentados nas seguintes modalidades:

7.3.1 Apresentações dos pôsteres, com rodas de conversa por grupos temáticos
Os trabalhos aprovados nessa modalidade serão expostos na forma de um pôster impresso durante três dias do evento e apresentados em rodas de conversa, com debate mediado pela coordenação de cada sessão.

7.3.2 Comunicações coordenadas
Os trabalhos aprovados nessa modalidade serão apresentados em sessões temáticas de Comunicação Coordenada, com duração de 90 minutos e seis trabalhos por sessão.

Cada trabalho terá dez minutos para apresentação. Após as apresentações, haverá debate com os respectivos autores mediado por um coordenador, a ser designado pela Comissão Científica. Serão aprovadas até seis comunicações coordenadas por sala, com um total de 126 trabalhos nos três dias do evento.

 

7.4. Envio de Resumos

• Para submeter trabalhos ao processo de avaliação, você deverá acessar o menu restrito "Meus Trabalhos". Caso você não esteja visualizando este menu, é porque ainda não foi reconhecido pelo sistema. Neste caso, proceda conforme as seguintes instruções:

• Novo usuário
Se você ainda não fez sua inscrição no evento, acesse o menu "Inscrições" e preencha o formulário ao final da página. Lembre-se de ler atentamente as informações contidas nesta página antes de proceder com o cadastro. Ao finalizar o envio do formulário, acesse sua área restrita para que você encontre o menu "Meus Trabalhos", mencionado acima.

• Usuário já cadastrado
Se você já efetuou sua inscrição, basta acessar sua área restrita, informando o login e a senha correspondentes. O login e a senha foram preenchidos por você no momento da inscrição. Caso tenha se esquecido de seus dados de acesso, clique no botão "Lembrar senha".

• Antes do envio de seu resumo, faça uma revisão detalhada do texto que será submetido para avaliação.

Caso você perceba algum erro após o envio, até o dia 13/02/2017 será permitida a edição do resumo. Para isso, basta acessar a sua área restrita, e, na seção “Meus Trabalhos”, clicar no título do trabalho.

• Os resumos poderão ser enviados em português, inglês ou espanhol.

• Os itens a serem preenchidos para submissão do resumo:
Tema: Selecionar de acordo com a listagem dos grupos temáticos.
Apresentador do trabalho: indicar o nome, a filiação institucional e o correio eletrônico do autor principal ou coautor que apresentará o trabalho.
Modalidade de apresentação: escolher uma das três opções disponíveis:
(a) Pôster com rodas de conversa.
(b) Comunicação coordenada.
(c) Vídeos

Fonte(s) de financiamento: crédito a órgãos financiadores da pesquisa, se pertinente.

7.5. Critérios para Avaliação dos Trabalhos

Além da observância aos requisitos de resumos acima explicitados, o processo de avaliação adotará os seguintes critérios:

• Adequação à temática do congresso;
• Adequação ao escopo do grupo temático;
• Relevância, atualidade e natureza inovadora;
• Adequação conceitual e metodológica para o alcance dos objetivos e dos resultados;
• Características do resumo submetido no que se refere à organização, capacidade de síntese e clareza de exposição;
• Adequação do título.

7.6. Observações

É IMPRESCINDÍVEL o preenchimento adequado de todos os campos do formulário online e, para serem aceitos, os trabalhos deverão obedecer às normas aqui descritas.

Resultados com afirmações como “resultados serão apresentados” e ou “dados serão analisados” não serão considerados.

Todos os trabalhos ao serem apreciados para a seleção deverão ter indicações de seus autores quanto à modalidade preferencial de submissão, contudo, caberá à Comissão Cientifica a decisão final, de acordo com os critérios de avaliação.

O número de trabalhos aprovados será definido segundo a sua adequação ao tempo e aos limites dos espaços disponíveis na sede do Congresso.

Os autores serão informados oportunamente sobre as datas, horários e locais das apresentações, por meio de e-mails e no ambiente restrito do congressista no site do Congresso.

Os resumos recebidos serão publicados nos Anais do Congresso, sem edição. Por isso, reforçamos a importância da revisão ortográfica e gramatical na sua elaboração. No mesmo sentido, devem ser observadas as orientações referentes ao padrão para preenchimento do título, do(s) nome(s) de autor(es) e do resumo.

7.7. Datas e prazos importantes

Data limite para envio de resumos: 13/02/2017
Divulgação do resultado da avaliação: A partir de 15/03/2017
Prazo para pagamento da taxa de inscrição para autores responsáveis e apresentadores: 30/03/2017

7.8. Conflitos de interesse

Os princípios da ABRASCO incluem o comprometimento com práticas éticas e transparentes. Alguns tipos de interesses que competem ou são conflitantes com esses princípios são barreiras para a submissão de resumos em qualquer dos formatos aceitos pelo congresso. Outros interesses, apesar de não serem barreiras, devem ser declarados como parte de um processo transparente. O preenchimento do campo existente no formulário relativo a conflito de interesses é uma pré-condição para a submissão de resumos. A Comissão Científica se reserva ao direito de recusar resumos de trabalhos que não se adequem aos valores da ABRASCO.

Ao se decidir se há ou não potenciais conflitos de interesse a serem declarados, devem ser considerados:

• Qualquer empresa ou organização que represente qualquer indústria farmacêutica, de tabaco e de alimentos e bebidas; fabricantes de equipamentos e de insumos; prestadores de serviços diagnósticos; corretoras, seguradoras e operadoras de planos de saúde.
• Organização sem fins lucrativos que receba recursos de qualquer empresa privada, ou que tenha eu seu núcleo gestor mais de 25% de membros empregados por (ou associados a) qualquer empresa privada;
• Organização não governamental de interesse comercial/privado. Potenciais conflitos incluem as seguintes possibilidades de relação entre o autor e as organizações listadas acima:
• Vínculo empregatício e outras atividades remuneradas: Qualquer vínculo empregatício, consultoria, cargos de diretoria, honorários e outras posições ou associação em qualquer nível.
• Financiamento a projetos e bolsas de pesquisa: Consultorias, bolsas e honorários de apoio à pesquisa, apoio para a participação em conferências e reuniões, ou para cobrir despesas de viagem, acomodação ou publicações. No caso de pessoas vinculadas a instituições acadêmicas, considerar também fontes de financiamento para projetos de pesquisa e outras atividades acadêmicas.
• Serviços honorários: Membro honorário da mesa diretiva ou acionista de empresa.
• Presentes e doações: Presentes, doações e outros benefícios recebidos.
• Outros interesses: Qualquer outro interesse que o autor prefira declarar para preservar a transparência, ou que possa causar comentários adversos, constrangimento ou outra dificuldade caso sejam tornados públicos por meio de terceiros.

Para assegurar a transparência sobre potenciais conflitos de interesse envolvidos no trabalho apresentado, no formulário eletrônico de submissão de resumos, o autor deverá preencher os seguintes campos:

Você tem interesses potencialmente conflitantes a declarar?
1. Sim 2. Não
Em caso afirmativo, detalhe.

Prezado congressista,

Os Certificados de participação no 3º Congresso de Política, Planejamento e Gestão em Saúde serão disponibilizados online, nesta sexta-feira dia 19 de maio, na área restrita do participante, que deverá acessar o site do Congresso utilizando o seu login e a sua senha.

7.9. Certificados e publicação nos Anais

• Será disponibilizado online (na área restrita do autor responsável pelo resumo) apenas um certificado por trabalho aprovado, no qual constarão os nomes de todos os autores e coautores.

• Certificados de participação serão disponibilizados on line (na aérea restrita) 48h após o evento. O participante deverá acessar a sua área restrita, utilizando o seu login e a sua senha.

• Certificados de apresentação de trabalho nas diferentes modalidades serão disponibilizados on line (na área restrita do apresentador), no site do congresso, a partir do 15º dia após o evento. Para acessar a área restrita, o apresentador deverá utilizar o seu login e a sua senha.

• Os anais serão disponibilizados no site do congresso até 48h após o evento. O arquivo estará disponível para consulta e download de forma irrestrita.

Normas de Apresentação de Trabalhos

3º Congresso Brasileiro de Política, Planejamento e Gestão em Saúde.
Estado e Democracia: o SUS como Direito Social.

ORIENTAÇÕES PARA APRESENTAÇÕES DOS TRABALHOS

A) PÔSTERES

Os pôsteres deverão ser preparados em formato impresso, com as seguintes dimensões: 90 centímetros de largura por 1,20 metros de altura, em formato vertical.

Os relatos de experiências ou relatos de pesquisas serão expostos em duas sessões diárias durante os três dias do congresso - uma pela manhã, das 8h às 12h e outra à tarde das 14h às 17h.

Os pôsteres serão agrupados de acordo com os eixos temáticos e em cada sessão teremos uma roda de conversa, que acontecerá das 08:30 às 10h para aqueles expostos no período da manhã e das 16h às 17h para aqueles expostos no período da tarde. Será considerada obrigatória a presença dos apresentadores durante a roda de conversa sobre os temas apresentados nos pôsteres, que será conduzido por um facilitador a ser designado pela Comissão Científica.

B) COMUNICAÇÕES COORDENADAS

As comunicações coordenadas acontecerão em sessões diárias, das 8h30 às 10h30min, e à tarde das 14h às 16h, com um total de 06 trabalhos apresentados em cada sessão. Cada apresentador terá 10 minutos para apresentação, com mais 5 minutos de prorrogação. Ao final da apresentação haverá debate com os respectivos autores, com o tempo máximo de 20 minutos e mediado por um coordenador a ser designado pela Comissão Científica.

Os autores deverão enviar o arquivo com sua apresentação até 05 (cinco) dias antes do início do evento, através de um link no site criado com este objetivo. Após o envio, não serão aceitas modificações no arquivo.

Comissão organizadora

Presidência do Congresso

Cipriano Maia de Vasconcelos

Coordenação da Comissão Científica

Alcides Silva de Miranda (UFRGS)

Comissão Científica Nacional

Vera Lucia Luiza (Ensp/Fiocruz)
Eduardo Melo (Ensp/Fiocruz)
Alcides Silva de Miranda (UFRGS)
Ana Maria Malik (FGV)
Antônio Cardoso (UNB)
Antonio da Cruz Gouveia Mendes (CPqAM/FIOCRUZ)
Ana Luiza Vilasboas (ISC/UFBA)
Brigida Gimenez Carvalho (UNIV.ESTADUAL LONDRINA)
Carlos Henrique Assumpção Paiva (UNIV.ESTÁCIO DE SÁ)
Cornelis Johannes van Stralen (UFMG)
Cid Manso Mello Vianna (IMS/UERJ)
Célia Regina Pierantoni (IMS/UERJ)
Domicio Aurélio de Sá (suplente)
Edison Bueno (UNIV.EST.CAMPINAS)
Eli Iola Gurgel (UFMG)
Eronildo Felisberto (IMT PROF.FERNANDO FIGUEIRA)
Elias Rassi Neto (UNIV.FED. GOIÁS)
Edsaura Maria Pereira (UNIV. FED.GOIÁS)
Francis Sodré (UFES)
Heloisa Maria Mendonça de Morais (UFPE)
Helena Shimisu (UNB)
Ialê Falleiros (EPSJV/FIOCRUZ)
João Campos (INESCO)
Joselma Cavalcanti Cordeiro (UFPE)
Juan Stardo Yazlle Rocha (USP)
Juvenal Soares Dias da Costa (UNIV.VALE DO RIO DOS SINOS)
Leonardo Carnut (UPE)
Ligia Bahia (UFRJ)
Luciana Dias de Lima (ENSP-FIOCRUZ)
Lígia Giovanella (ENSP/FIOCRUZ)
Lisiane Bôer Possa (UFRGS)
Marina Ferreira de Medeiros Mendes (IMT PROF.FERNANDO FIGUEIRA)
Monique Esperidião (ISC/UFBA)
Márcio José de Almeida (INESCO)
Mariângela Leal Cherchiglia (UFMG)
Milton Roberto Laprega (USP)
Mariângela Leal Cherchiglia (UFMG)
Marília Lovinson (FSP-USP)
Mário Scheffer (USP)
Nêmora Tregnago Barcellos (UNIV.VALE DO RIO DOS SINOS)
Oswaldo Yoshimi Tanaka (USP)
Oziris Simões (FCM/SANTA CASA DE SÃO PAULO)
Paulo Henrique Rodrigues (UNIV.ESTÁCIO DE SÁ)
Paulo Carrara de Castro (FCM/SANTA CASA DE SÃO PAULO)
Rita de Cássia Duarte Lima (UFES)
Ruth Terezinha Kherig (UFMT)

Comissão Organizadora Local

Aíla Maropo Araújo (UNIRN)
Aldenísia Alves Albuquerque Barbosa (UFRN)
Altaíva Jales Costa de Souza (UFRN)
Ana Gretel Echazú Böschemeier (UFRN)
Bianca Nunes Guedes do Amaral Rocha (UFRN)
Cláudia Frederico de Melo (SESAP-RN)
Deborah Ribeiro (UFRN)
Elizabethe Cristina Fagundes de Souza (UFRN)
Ewerton William Gomes Brito (DSC)
Gessica de Castro Silva Viana (UFRN)
Grácia Maria de Miranda Gondim (EPSJV/UFRN)
Isa Maria Hetzel de Macedo (UFRN)
Janete de Lima Castro (UFRN)
Jônia Cybele Santos Lima (UFRN)
Josenildo Borges Ferreira (UFRN)
Juciano de Sousa Lacerda (UFRN)
Kalianny Bezerra de Medeiros (UFRN)
Lilian Carla Muneiro (UFRN)
Lívia Maria Martins da Silva (SMS/Natal)
Lygia Maria de Figueiredo Melo (UFRN)
Maisa Paulino Rodrigues (UFRN)
Márcia Cavalcante Vinhas Lucas (NESC)
Márcia Cunha da Silva Pellense (SESAP/RN)
Maria Jalila Vieira de Figueirêdo Leite (ESUFRN)
Matheus de Sousa Mata (ESUFRN)
Maurício Roberto Campelo de Macedo (UFRN)
Miranice Nunes dos Santos Crives (UFRN)
Nathalia Hanany Silva de Oliveira (UFRN)
Nelson Bezerra Barbosa (SES/GO)
Oswaldo Gomes Corrêa Negrão (UFRN)
Rafael Rodolfo Tomaz de Lima (UFRN)
Roberval Edson Pinheiro de Lima (UFRN)
Rosana Lúcia de Alves Villar (UFRN)
Ruston Gabriel Fernandes Liberato (UFRN)
Silvia Silveira Soriano Bacelar (UFRN)
Zenewton André da Silva Gama (UFRN)

Mostra de Vídeos

Mostra de Vídeos

Esta mostra é para todos e todas que desejam compartilhar suas experiências, práticas, saberes, processos, ações políticas e utopias, que possam contribuir para refletir e motivar processos de políticas, planejamento e gestão em saúde. A mostra pretende fortalecer o imaginário de que a esperança para a sociedade brasileira somos nós, num contexto em que se enraízam uma nova consciência e novos espaços sociais que atuam em defesa da cidadania e do direito à saúde.

São convidados a enviar sua produção audiovisual os pesquisadores, professores, estudantes, profissionais de saúde, dirigentes de entidades e movimentos que lutam pelo direito à saúde, gestores e demais lideranças culturais, políticas e sociais comprometidos com a construção da saúde, da cidadania e da democracia no Brasil.

Os vídeos podem ser produzidos em qualquer gênero (documentário, ficção, reportagem, animação, etc). O arquivo de vídeo deverá ter no máximo 50Mb, com duração mínima de 01 minuto e máxima de cinco minutos, já contando os créditos de abertura e finais. O arquivo de vídeo poderá ser gerado em qualquer dos seguintes formatos: MKV, AVI, MPEG,MP4, RMVB. Deverão ser observados os preceitos éticos referentes ao uso da imagem de terceiros.

A comissão ad hoc fará a seleção do conjunto de vídeos que vão compor o acervo do evento, disponível ao público para acesso on line. Entre os selecionados, os melhores avaliados, no limite de até 24 vídeos, serão exibidos aos participantes, durante o evento, em sala específica, nos dias 02, 03 e 04 de maio, das 13h30min às 14h30min.

Em conjunto com o vídeo deve ser anexado um documento em formato pdf, assinado pelo responsável pelo vídeo, autorizando o evento a dar plena publicação do audiovisual no site da Abrasco e em seus canais de mídia on line.

Para melhor situar a perspectiva da mostra, apresentamos a seguir uma síntese do artigo de Gastão Wagner de Sousa Campos, publicado no site da Abrasco, que dá título à I Mostra Brasileiro de Política, Planejamento e Gestão em Saúde.

A esperança somos nós…
Gastão Wagner de Sousa Campos (Adaptado)

“Vários fatores têm contribuído para a gênese e cronicidade da crise política, econômica e social brasileira. Há um aspecto, contudo, que tem sido pouco comentado. Refiro-me ao fato de que grande parte de nossa população se tornou mais exigente, havendo claramente ampliado a demanda por direitos sociais e por cidadania. Somos dezenas de milhões a cobrar acesso à saúde e à educação, a se opor ao racismo e ao machismo, a apoiar a luta dos povos indígenas e da população LGBT.

A esperança de um Brasil mais justo e democrático está em nós mesmos. Está no fortalecimento da sociedade civil e em nosso engajamento para reformar o caráter patrimonialista e clientelista do Estado nacional.

A prolongada luta pelo direito à saúde, pelo SUS, pela humanização das instituições e das práticas em saúde, em defesa de cidades saudáveis e do meio ambiente, a construção de políticas públicas em Ciência e Tecnologia, a luta contra a violência e em defesa da saúde mental, tudo isto, de distintas maneiras, ajudou a enraizar em nossa sociedade uma nova consciência, bem novos espaços sociais que atuam em defesa da cidadania.

Um sintoma que indica a vitalidade deste movimento é a constante incorporação, em nossas fileiras, de importante parcela da juventude.

Teremos que fortalecer as políticas públicas e a democratização da sociedade e do Estado brasileiro e a esperança de que isto aconteça depende principalmente de nós mesmos, depende da capacidade de resistência e de luta da sociedade. E deveremos ainda somar forças com setores democráticos e a favor da consolidação da cidadania.

A melhor forma de defesa do SUS e do direito à saúde é intensificarmos o esforço para prosseguirmos com a reforma sanitária. Organizar movimentos em que além de resistirmos às ameaças às conquistas existentes, atuemos ativamente para completar a reforma social e política ainda incompleta.

Defender as políticas e programas do SUS que vem funcionando, mas, ao mesmo tempo, lutar para ampliar o orçamento para as políticas públicas, para qualificar e aumentar a cobertura da Estratégia de Saúde da Família e de toda a rede de hospitais e de serviços de média complexidade. Prosseguir na democratização da rede pública. Nossa esperança sobreviverá entre nós, tratemos de desatá-los.”

Fonte: https://www.abrasco.org.br/site/2016/05/a-esperanca-somos-nos-por-gastao-wagner/

Realização

Apoio

Sobre o congresso

A Comissão de Política, Planejamento e Gestão da ABRASCO convida docentes, pesquisadores, estudantes, trabalhadores do SUS, gestores, representantes de movimentos sociais e todos os interessados no debate sobre os desafios da construção e gestão do Sistema Único de Saúde a participarem do 3º Congresso Brasileiro de Política, Planejamento e Gestão em Saúde, que será realizado em Natal, entre os dias 01 e 04 de maio de 2017.

Leia mais

   

JoomShaper